© 2019 por Legião Identitária
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon

Nós temos que voltar

December 31, 2018

Existe em nosso âmago um sentimento de nostalgia. Curiosamente, é nostalgia de algo que não vivemos. “Tão forte é a Tradição que as gerações futuras sonharão com aquilo que elas nunca viram”, diz nos G. K. Chesterton, e é verdade. Não vimos com nossos próprios olhos, no presente, apenas através de fotos, documentos, filmes e outros monumentos do passado. Não foi permitido a nós testemunhar o que o mundo antes fora.

Temos dentro de nós uma aversão ao progresso. Não porque a progressão é ruim, mas porque ela tomou um caminho perverso.


“A palavra "moderno" não tem mais um prestígio automático, exceto entre os tolos.” - Nicolás Gómez Dávila.


Case a palavra "moderno" com outras, como arte (moderna), família (moderna), relacionamento (moderno), cultura (moderna), educação (moderna) e imediatamente todas elas se tornam negativas. Podemos imaginar o progresso como uma encruzilhada e o caminho tomado foi o mais negativo possível.

Essa decadência, apesar de suas bases intelectuais já existirem há algum tempo, vem tomando força apenas a partir das últimas décadas do século XX. Nosso mundo hoje vive em constante estado de frenesi e as alterações ocorrem de forma extremamente rápida. Ainda mais se o objetivo é a desordem.


“Coisas boas são facilmente destruídas, mas não são facilmente criadas.” - Sir Roger Scruton


Nós queremos voltar, nós temos que voltar. Certamente que não há possibilidade de voltarmos a tempos passados, porém podemos resgatar aquilo que era belo e rico e transformar nosso presente e nosso futuro em algo digno novamente.

Please reload

Arquivo
Please reload

Temas
Autores
Please reload