© 2019 por Legião Identitária
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon

Progressismo: O Cavalo de Troia Moderno

February 23, 2017

Podemos encontrar na História diversos exemplos possíveis de serem relacionados ao tempo atual. Como dito por Marco Túlio Cícero em De Oratore, "a história é testemunha dos séculos, luz da verdade, vida da memória, mestra da vida, mensageira do passado". Sendo assim, os acontecimentos passados podem servir de guia e exemplo, os erros corrigidos e os acertos repetidos. Bem como a Queda de Roma possui significação para a Modernidade, sendo possível estabelecer um paralelo entre a situação antiga de Roma e atual da Europa, no episódio do Cavalo de Troia, narrada na Ilíada de Homero, podemos absorver lições importantes. 

Cavalo de Troia é um dos principais símbolos da famosa guerra de Troia, usado como estratégia pelos gregos para derrotar os troianos. Foi construído de madeira e oco por dentro. Enviado como presente pelos gregos, simbolizando a rendição aos troianos, estes aceitaram o presente e levaram o cavalo para o interior das muralhas. Soldados gregos estavam escondidos no interior do cavalo e após a festividade troiana por ter vencido a Guerra, enquanto todos dormiam, os gregos saíram de dentro do cavalo, abriram os portões da cidade e conquistaram Troia. Pois qual a relação com a Modernidade?

O Cavalo de Troia dos tempos atuais é o Progressismo. O Progressismo se apresenta como um presente, uma dádiva e uma solução para todos os problemas. Representa o fim dos conflitos, o pacifismo e a proposta de paz. Porém, assim como o Cavalo de Troia, é uma promessa vazia, oca por dentro e carente de significados reais. É uma trapaça, uma enganação. Uma carta trunfo utilizada para arruinar as Nações. Uma vez dentro das muralhas, inicia o seu processo de destruição. É uma proposta que a partir do momento que for aceita, os danos são permanentes. Cabe a nós detectar a ameaça Progressista e rejeitá-la imediatamente.

 

Please reload

Arquivo
Please reload

Temas
Autores
Please reload