• Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
© 2017 por Legião Identitária

Contra as Drogas. A favor da Civilização

November 9, 2016

Uma sociedade drogada não é uma sociedade sadia. Drogas não devem ser vistas como uma forma de divertimento. Drogas são uma forma de escapatória da realidade. Uma pessoa que deseja escapar da própria realidade, é uma pessoa que está desistindo e abdicando de sua própria vida. Uma sociedade que deseja a liberação das drogas, é uma sociedade que quer viver em uma utopia. Não é através de utopias que se molda a civilização. 

 

O problema principal do grupo legalize é compreender a maneira de como o uso de drogas afeta uma sociedade. Imaginando que uma sociedade é um organismo vivo, ao ingerir drogas, você estará danificando tal organismo. Logo, sintomas de destruição irão aparecer. Já não bastasse o cigarro e o álcool causando milhares de mortes não apenas no consumidor direto, mas também em vítimas indiretas, os favoráveis a legalização desejam a liberação ou descriminalização de drogas de efeito pior e de maior facilidade de vício. Custam a perceber os efeitos de uma sociedade derramada em drogas. Duvido que qualquer um deles teria prazer em viver uma família desestabilizada e doente, sem produzir, sem trabalhar, por causa das drogas. Esse MASOQUISMO deve ser combatido fortemente.

 

Além disso, afirmam que a sociedade ainda não aprendeu a compreender as drogas. ERRADO. A sociedade sabe exatamente o problema do uso das drogas. O senso comum não é algo ruim. O senso comum existe através da experimentação comum de uma sociedade sobre determinado assunto. Tratando-se de drogas, é senso comum para todos que as drogas causam destruição na vida do usuário. É senso comum que as drogas causarão destruição em uma sociedade com drogas liberadas. O mercado estará liberado e como o interesse do mercado está nos consumidores, o mercado irá incentivar o aumento no número de consumidores e de consumo. Logo, mais e mais cidadãos estarão reféns de uma vida dependente e improdutiva. 

 

Fora isso, utilizam argumentos de exceção para justificar o uso. Exemplo: "determinado gênio e inventor utilizava drogas, logo elas não fazem mal." Porém, a quantidade de usuários que tiveram prejuízo, muitas vezes pagando com a própria vida, é muito superior. Argumentam que liberar as drogas causará diminuição do tráfico. Não é correto resolver um problema criando outro. O tráfico se combate utilizando medidas legais, através de força policial e militar, além de maior controle de fronteiras e fiscalização de plantações ilegais. 

 

Não bastasse todas essas implicações negativas, querem render a soberania nacional em frente ao poder internacional. É fato que a maioria dos movimentos que fazem militância em favor da legalização das drogas, possui financiamento internacional. É sabido que tais movimentos possui financiamento da máquina subversiva em forma de "gente" chamada George Soros. Além de ser narcotraficante, Soros possui em seu currículo o financiamento de movimentos feministas, de ideologia de gênero, racistas como o Black Lives Matter, abortismo, etc. É com esse tipo de gente e com esse tipo de ideal que os grupos legalize possuem filiação. São estas pessoas que procuram a destruição de tudo o que é belo, valoroso, tradicional e civilizacional. É através destas formas subversivas que desejam destruir a civilização ocidental.

 

Um exemplo de como as drogas podem causar a morte de uma civilização é a Guerra do Ópio. A China, apesar de já conhecer o ópio, não possuía o costume de consumi-lo frequentemente, utilizando apenas para usos medicinais. A utilização de forma banal do ópio como droga começou apenas após a interferência do Império Britânico, que inundou o território chinês de ópio. Logo a China começou a sofrer de instabilidade social e financeira, assim como afetou diretamente a saúde dos cidadãos. Um ministro chinês descreve a situação da seguinte maneira:

 

"Majestade, o preço da prata está caindo por causa do pagamento da droga. Em breve, vosso império estará falido. Quanto tempo ainda vamos tolerar este jogo com o diabo? Logo não teremos mais moeda para pagar armas e munição. Pior ainda, não haverá soldados capazes de manejar uma arma porque estarão todos viciados."

 

Assim podemos observar o efeito direto que a dependência de drogas causa em uma civilização. As drogas são destrutivas para o indivíduo, para a família, para a sociedade, para a nação e para a civilização. Quem é a favor das drogas, é contra a vida.

 

Conheça os seus inimigos.

 

Please reload

Arquivo
Please reload

Temas
Autores
Please reload